terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

V.ocê


Para ocultar a solidão, choro nessa chuva para esconder as lágrimas, mas no fundo você sabe que nada foi em vão. Mesmo com essa máscara, nós dois podemos enxergar os olhos. Olhos tão transparentes para nós dois, eles dizem claramente que o sentimento nunca deixou de existir. Os olhos não mentem, eles transmitem pelo olhar o que o coração sente, e você pode ler nos meus – assim como posso ler nos seus tão belos olhos, o quanto necessitamos um do outro. E a cada dia eu giro mais em torno do seu mundo, mesmo que eu não deixe isso muito transparente, não é nítido o bastante para que você e que todos os outros percebam. Mas através desses meus olhos esverdeados, você, só você consegue os ler. E é essa a mensagem que ele transmite, é tão visível que eu amo você. Por sua culpa mais ninguém eu escuto, só quero saber de você e de quanto importas pra mim. Você, em tão pouco tempo, se tornou uma droga pra mim. Você não é saudável pra mim, e sabe disso. É uma droga que vicia, que nos faz ficar dependente, e que não ficamos satisfeitos até tê-la em mãos. Por mais que você diga que não é bom pra mim, eu preciso disso. Eu conseguiria evitar se você me avisasse antes. Você poderia ter dito quando isso ainda era uma escolha, quando eu ainda tinha algum controle sobre tudo isso. Agora inevitávelmente eu me envolvi demais, e da única coisa que eu preciso a partir de agora é de você. Nada mais importa, simplesmente você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário