sábado, 28 de abril de 2012

Eu já desisti da gente há muito tempo, mas as lembranças não me deixam em paz e eu não sei o que fazer com elas. Estou exausta de amar você porque não é fácil ter certeza que não é recíproco e mesmo assim levar isso adiante, ainda que involuntariamente. Eu não tenho controle nenhum sobre o meu coração e isso me cansa cada vez mais. Você sabe que eu faria qualquer coisa para estar contigo se você também quisesse estar comigo. Mas se você batesse na minha porta nesse exato momento, eu mandaria você embora. E você iria, sem pedir pra ficar. Porque você não sente absolutamente nada por mim e eu odeio ter certeza disso. E odeio ter passado todos esses meses pensando o contrário. Você só me quer quando acha que não me tem ou quando não tem mais ninguém disponível, e às vezes nem isso. E mesmo com tudo isso, eu ainda te amo. Eu te amo escondendo de todo mundo, em silêncio, odiando esse fato e desejando mudá-lo com todas as minhas forças, sabendo que nunca vou conseguir.

Um comentário: