sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Desespero silencioso.

Eu estou fingindo que nada está acontecendo, mas está! E tudo isso que está acontecendo está me machucando pra caramba. Eu queria explodir, mas continuo calada. Eu quero gritar com você, berrar com você, perguntar o que diabos você está fazendo… Quero perguntar o porquê de você estar se afastando tanto, caso você realmente estiver. Eu estou com medo de te perder, droga! Você não está vendo isso, não? Eu sinto que você está me deixando, indo embora, de fininho, como se eu não percebesse… Mas eu estou percebendo! Estou percebendo e isso me dói tanto, tanto… E o que me dói também é ficar calada. Fico calada porque, se você não estiver indo embora e eu explodir, você pode ir embora por estar cansado das minhas paranóias… Eu também estou. Eu também não aguento mais esse meu jeito paranóico, louco e totalmente apaixonado. Eu sempre quebro a cara assim, mas de que serve a vida sem o amor? De que serve a vida sem você? Não serve para nada, e é por isso que eu quero explodir porque eu estou com tanto medo… Só Deus sabe o quanto eu imploro, baixinho, no meio da noite: “não vai embora, por favor, você não pode ir… Por favor, meu Deus, não deixe que ele vá…” Você prometeu estar comigo para sempre e parece estar me esquecendo agora… Me diga que isso não é verdade, por favor… E o pior de tudo isso é que você quase não diz mais nada. Não diz se está indo, não diz se vai ficar… E é esse o motivo de eu pensar que você realmente está indo! Por favor, não faz assim comigo, não… Diz que não está. Me mostre que não está. Eu preciso tanto de alguma atitude sua. Estou sentindo falta até das palavras. Pode parecer ridículo, mas o amor me deixa estúpida assim mesmo… Eu não posso falar o que eu sinto, então faça que isso não seja necessário! Me mostre que você (ainda) me ama, que precisa de mim, que me quer, que sente falta também… Me mostre que é paranóia, me mostre que não vai me deixar nunca, me mostre que não vou precisar gritar, berrar, espernear, choramingar… Me mostre que eu não preciso fazer nada, nada além de continuar te amando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário